Presunto a Monte

Outubro 30 2009

O lado obscuro do "milagroso" desenvolvimento económico da China.

publicado por Leandro às 23:51

Outubro 28 2009

 

Pacheco Pereira afirmou, na sua última crónica da “Sábado”, que o referendo irlandês ao Tratado de Lisboa era um referendo ao qual “só se pode dizer que sim”.

 

O mesmo autor refere também que seriam feitos “quantos referendos fossem necessários até dizerem que sim”. Acaba a crónica dizendo que “este modo de entender a democracia é um símbolo da actual doença europeia”.

 

Pode ter alguma razão, sem dúvida. Mas o que o Prof. Pacheco Pereira não refere foi a campanha ampla e eficaz realizada pelos eurocépticos na altura do primeiro referendo. Esta campanha usou argumentos populistas, como defender que o Tratado de Lisboa representa a perda de autonomia da Irlanda nas suas decisões políticas. Afirmaram também que o tratado significava mais desemprego e a perda da identidade sociocultural da Irlanda. E assim comeram o populacho de uma vez só.

 

A Irlanda, sendo um país insular, está mais afastada da União Europeia tanto socialmente como politicamente. E os políticos irlandeses fora do governo não perderam a oportunidade de tentar obter algum lucro político à custa disso.

 

Não sou bruxo, muito menos politólogo, mas parece-me que é exactamente isso que o Prof. Pacheco Pereira está a fazer. Todos temos que puxar a brasa à nossa sardinha, não é?

publicado por Leandro às 22:52

Outubro 27 2009

 

Página 15 - Público - 26 de Outubro de 2009

"O Egipto disse ontem esperar que Alex W., alemão de 28 anos, seja condenado a prisão perpétua pela morte de uma egípcia grávida e pela tentativa de assassínio do seu marido. (..)O acusado encontrava-se num tribunal com as vítimas no momento do crime. (..) E foi durante essa audiência que a matou com 16 golpes."

 

É impressão minha ou o Egipto está a reclamar de um acto imoral, injustificado, condenável, perverso e cruel?

 

Este não é o país no qual a violação de mulheres tem uma definição abstracta?

O país no qual os assassinatos de honra são coisa comum?

publicado por Leandro às 22:40

Outubro 23 2009

Alemães ricos lançam petição para pagarem mais impostos

Isto em Portugal? Jamais!

 

publicado por Leandro às 19:36

Outubro 15 2009

“Conta-me como foi” é uma boa série da RTP.

 

Essa série mostra que não é assim tão complicado fazer ficção decente em Portugal.

Produção de qualidade, bons roteiros com paralelismo histórico, e acima de tudo, bons actores.

 

Roteiros nos quais os diálogos são construídos do mesmo modo que as pessoas falam. Ao contrário de diálogos pseudo-juvenis com expressões rascas como “bué” e “ei que cena” numa tentativa falhada de parecer actual e “fixe”.

 

Actores que são mesmo actores, actores reconhecidos pelo seu talento e qualidade.

 

Actores que são seleccionados entre actores, ao contrário da política de contratação “Morangos com Açúcar” que escolhe modelos e dançarinos para brincar às pessoas.

 

Actores que tentam modelar pessoas reais. Pessoas com emoções e sentimentos, não marionetas a vomitar frases decoradas. Ao contrário de escolher actores, e principalmente actrizes, pelos seus atributos físicos, para encher o imaginário sexual masculino português e capas de revistas.

 

Esse gregório degradante do "Morangos com Açúcar" e "Rebelde Way" serve apenas para estupidificar e insular jovens da realidade portuguesa. Essas séries desfilam jovens bonitos e ricos, demasiado ocupados com dramas ridículos e fúteis.

 

Todas as gerações dizem que a geração seguinte "está perdida". Mas infelizmente, acho que essa expressão vai se tornar em realidade, num Portugal perto de si.

 

publicado por Leandro às 18:32

Outubro 08 2009

1- www.youtube.com/watch

 

Gajo - "Olá"

Gaja - "Que grande passeio!"

Gajo - "Tenho que me manter em forma"

 

Podiam ao menos ter gasto mais que 1 minutos a conceber este anúncio.

 

 

2- Anúncios da Zon

 

Conhecem este anúncio?

 

"O meu nome é Nicolau Breyner. Aqui em casa são 4 computadores e  5 plasmas o dia todo. Se podia viver sem Zon? Claro, mas não seria a mesma coisa."

 

Outras celebridades fazem o mesmo anúncio.
E são estes os mesmos bois que depois fazem campanhas de poupança de energia e conservação do ambiente.

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Leandro às 22:18

Outubro 02 2009

Jogos Olímpicos 2016 - Rio de Janeiro

 

Apesar de TUDO, o Rio De Janeiro é a cidade mais feliz do mundo.

 

No Rio, podemos ir à praia todo o ano.

O Rio tem coisas boas com nomes estranhos:

brigadeiro, paçoca, Nescau, pé-de-moleque, biscoito Globo, açaí.

O Rio tem Tom Jobim e Vinícius de Moraes.

Tem o Chico Buarque também.

No Rio podemos comer uma pizza às 4 da manhã.

 

Ah, e as pessoas de lá são giras e cheiram bem.

 

 

 

publicado por Leandro às 23:02

O problema não é salvar Portugal, é salvarmo-nos de Portugal - Jorge de Sena
mais sobre mim
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
24

25
26
29
31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO